Produto Interno Bruto de Anápolis aumentou 16,3%, segundo IBGE

Cidade segue como a segunda maior economia do Estado de Goiás

O crescimento da economia de Anápolis se destaca não apenas no cenário estadual, mas também no nacional. Conforme dados divulgados na sexta-feira, 15, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o município registrou um crescimento exponencial. O Produto Interno Bruto (PIB), que representa a soma de todas as riquezas geradas na cidade, aumentou em 16,3% em 2021.

A cidade mantém sua posição como a segunda maior economia do estado, com um crescimento superior ao da região da Grande Goiânia. O crescimento do município foi quatro vezes maior do que em 2020, quando a economia de Anápolis teve uma alta de 3,98%.

“Anápolis sempre foi e continuará sendo uma das principais potências econômicas no Estado de Goiás e no Brasil. Nossa cidade abriga o principal polo farmacoquímico do Brasil, o Porto-Seco, a Ferrovia Norte-Sul, o Aeroporto de Cargas, o Politec, e vários outros elementos que influenciam nosso desenvolvimento. Além disso, todos sabemos que o crescimento do município deve ter uma industrialização que gere uma alta taxa de empregabilidade, atraindo a atenção de todos que buscam oportunidades de crescimento”, afirma o prefeito Roberto Naves.

Em 2021, o PIB do município atingiu R$ 17.788 bilhões, um salto de mais de R$ 2 bilhões em apenas um ano, considerando que, em 2020, a economia era estimada em R$ 15.286 bilhões. Esse resultado coloca Anápolis em 75º lugar no ranking nacional, embora tenha sorte uma queda de duas posições, e a quinta posição no Centro-Oeste.

Segundo os dados do ranking do PIB em Goiás, Anápolis mantém o segundo lugar, com o valor de R$ 15,286 bilhões, atrás de Goiânia (R$ 51,961 bilhões) e à frente de Aparecida de Goiânia (R$ 14,856 bilhões); Rio Verde (R$ 11,872 bilhões); e Catalão (R$ 7,269 bilhões).

O município esteve em constante crescimento, com um declínio para R$ 12.853 bilhões em 2016, seguido por um aumento para R$ 14.211 bilhões em 2017. Esse desenvolvimento não estagnou, atingindo R$ 14.172 bilhões em 2018, R$ 14.004 bilhões em 2019 e um novo recorde na série histórica em 2020, com R$ 15.286 bilhões.

“Estamos trabalhando com muita força e determinação desde 2017, quando assumimos a gestão municipal, para a cidade continuar sendo referência no Estado e se desenvolver cada vez mais. Reconhecemos todas as potencialidades de Anápolis e não medimos esforços para ampliar esses pontos, pois tudo isso reflete em diversos setores da economia local, impulsionando o comércio, o mercado imobiliário, os serviços, gerando mais investimentos, e, consequentemente, mais renda e emprego”, enfatizou Roberto Naves.

Compartilhar publicação