Prefeitura de Anápolis

Estudantes da rede aprendem a descartar corretamente o lixo eletrônico

Ação faz parte de programação especial voltada para Ciência e Tecnologia envolvendo toda a comunidade escolar

Foto: Ana Laura Zanni

“Com o projeto realizado na minha escola eu aprendi a descartar o lixo eletrônico no local correto e também a conscientizar a minha família, porque descartar esses produtos de qualquer forma pode prejudicar o meio ambiente e também a nossa saúde”, afirma a estudante de 10 anos, Ana Júlia Sousa, da Escola Municipal Dona Alexandrina.

Segundo Patrícia Pereira, gestora da unidade, o projeto de logística reversa, que é o processo de coleta, reuso ou reciclagem de produtos eletrônicos, surgiu da necessidade de conscientizar a população sobre o descarte correto de aparelhos eletrônicos, visto que nas imediações da escola haviam muitos produtos abandonados em locais incorretos. “O projeto acontece em duas fases: na primeira, mobilizamos a comunidade para o “Dia D” de recolhimento do lixo eletrônico. Separamos os objetos que podem ser reaproveitados e enviar à recicladora e, na segunda fase, com o recurso obtido pela venda dos materiais, vamos realizar oficinas com os estudantes, que poderão desenvolver sua criatividade, reutilizando o lixo eletrônico”, ressalta.

Atividades como essa têm sido desenvolvidas por todas as unidades da rede em preparação à 18ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que neste ano tem como tema “A Transversalidade da Ciência, Tecnologia e Inovações para o Planeta” e acontece entre os dias 25 a 28 de outubro. Além das unidades de ensino, o evento também abrange o Centro de Formação dos Profissionais da Educação (Cefope), com propósito de popularizar as áreas junto à sociedade, além de desenvolver a cultura científica nas escolas.

“A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia é uma proposta de diálogo sobre a importância do tema, projetando nossos estudantes como protagonistas no cenário científico”, diz a secretária Municipal de Educação, Eerizania de Freitas, destacando a importância de se mobilizar toda a comunidade escolar em torno de temas e atividades de ciência e tecnologia, valorizando a criatividade e a inovação.

Além da feira de ciências, que será exibida de forma online, haverá apresentação das atividades desenvolvidas pelos estudantes da rede, lives sobre globalização e tecnologia, marketing digital e sustentabilidade e também oficinas presenciais sobre robótica, lixo eletrônico reverso e gamificação para professores. Todas as ações serão abertas à comunidade escolar.

As palestras e feira de ciências acontecerão das 8h30 às 11h30 e também das 13h30 às 17h30 com transmissão ao vivo pelo canal Portal Educação de Anápolis-Go, no YouTube. Já as oficinas serão presenciais, com público reduzido, no Cefope, que fica na Avenida São Francisco, n° 880, bairro Jundiaí. A inscrição deve ser feita pelo link: https://linkr.bio/snct2021.

Compartilhar publicação