Ensino Fundamental

O Ensino Fundamental tem por objetivo a formação básica do cidadão, mediante o desenvolvimento da capacidade de aprender, tendo como meios básicos, o pleno domínio da leitura e do cálculo; a compreensão do ambiente natural e social, do sistema político, da tecnologia, das artes e dos valores em que se fundamenta a sociedade; o desenvolvimento da capacidade de aprender, tendo em vista a aquisição de conhecimentos e habilidades e a formação de atitudes e valores; e o fortalecimento dos vínculos de família, dos laços de solidariedade humana e de tolerância recíproca em que se assenta a vida social.

Desenvolvimento do trabalho

A Secretaria Municipal de Educação em seu Departamento Pedagógico, conta com o trabalho de professores na Assessoria Pedagógica para os Anos Iniciais e Anos Finais, criada para ser um canal de comunicação e interação com os educadores de todas as áreas e campos do conhecimento visando à elaboração de material de cunho pedagógico, seja para aplicação em sala de aula, seja para reflexão ou capacitação do professor.

A Assessoria Pedagógica desenvolve com o professor uma autêntica parceria cujo foco é minimizar e otimizar o tempo de trabalho de pesquisa do mesmo, disponibilizando o maior volume e diversidade de material de qualidade que enriqueça o material didático adotado.

Os principais objetivos da Assessoria Pedagógica são:

  • Assessorar a direção e coordenação pedagógica nos assuntos pedagógicos pertinentes à Educação Básica;
  • Propor ações que promovam a melhoria do ensino e da aprendizagem;
  • Acompanhar a elaboração e implementação dos Projetos Políticos Pedagógicos das Escolas;
  • Orientar os coordenadores e professores na elaboração, no desenvolvimento e na avaliação dos planos de ensino;
  • Analisar os indicadores de Eficiência;
  • Planejar e desenvolver em conjunto com os coordenadores as orientações didático-pedagógicas junto aos professores, relativas à organização do trabalho;
  • Assessorar a implantação das normatizações curriculares;
  • Elaborar materiais pedagógicos que possam auxiliar o trabalho dos professores;

1º ao 5º Ano – Anos iniciais

É fundamental um referencial para o ensino e aprendizado dos conteúdos científicos e escolares de acordo com cada nível de ensino. É preciso ressaltar, que nesta fase a importância do estudo por comparação, visto que os alunos ainda estão num estágio operatório-concreto. Eles precisam ter os objetos, através de suas imagens, sempre presente na mente para poder pensar sobre eles. Esse é o período em que é absolutamente necessária uma constante busca das experiências vividas pelos alunos em cada conteúdo analisado. O próprio conteúdo adquire significado para as crianças à medida que se liga com as suas concepções prévias ou espontâneas. O conteúdo precisa estar intimamente relacionado a experiências do aluno.

Ciclo de Alfabetização

  • Cumprir o Programa Ciclo de Alfabetização;
  • Respeitar o Perfil da professora alfabetizadora;
  • No ano de 2011, colocaremos em prática a Resolução CME nº 001\2004, que prevê o ciclo de alfabetização, ou seja, a professora será modulada no 1º ano e acompanhará seus alunos até o término do 2º ano. A legislação coloca a palavra “preferencialmente com a mesma professora”, o espírito da lei é que apenas em casos de doença, licença prêmio e licença maternidade a professora será substituída.
  • A finalidade é que ao término de dois anos a criança esteja alfabética.

6º ao 9º Ano – Anos finais

  • Para que se efetive um trabalho no qual professores e alunos tenham autonomia, possam pensar e refletir sobre o seu próprio processo de construção de conhecimentos e tenham acesso a novas informações deve-se observar questões fundamentais e específicas desta fase em que os alunos passam gradativamente do estágio operatório-concreto para o pensamento formal. Com isso cabe aos professores propiciar questões, atividades, etc. Em que os agentes do processo ensino-aprendizagem possam: dialogar, duvidar, discutir, questionar, compartilhar informações, e que se haja espaço para transformações, para as diferenças, para o erro, para as contradições, para a colaboração mútua e para a criatividade. A qualidade do trabalho pedagógico está associada à capacidade de promoção de avanços no desenvolvimento do aluno, destacando-se a importância do papel do professor no processo ensino-aprendizagem, assim como a relevância da proposta pedagógica adotada pela escola.
  • Com isso é importante que tenha em conta que, qualquer que seja o conteúdo, ele nunca é um fim em si mesmo, e, sim, apenas um pretexto para se aprender a pensar e questionar o próprio conhecimento, para se compreender que aprender não é reproduzir verdades alheias, mas sim, aprender a olhar para o mundo colhendo dados, interpretando-os, transformando-os e tirando conclusões.
  • Só assim é possível formar cidadãos críticos, competitivos e capacitados o bastante para serem agentes transformadores de sua própria vida e da realidade que os cerca.

 

Telefone: (62) 3902-1020/1011/1014

E-mail: mariacristina@anapolis.go.gov.br