Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ Serviço implantado na UPA agiliza atendimento

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

01/02/2018 12h45 - Atualizado em 01/02/2018 14h32

Serviço implantado na UPA agiliza atendimento

Estagiárias de enfermagem estão desenvolvendo projeto supervisionado e pacientes aprovam novidade

Um projeto para humanizar o atendimento aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Assim surgiu o “Posso Ajudar?” que foi implantado há pouco mais de um mês e já está sendo útil no dia a dia de quem precisa de atenção durante o atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA - 24h), localizada no Jardim Esperança, região sul da cidade.

Segundo o diretor administrativo da unidade, Eduardo Sardinha, esse trabalho é para dar suporte ao paciente que está na UPA. “Logo de início, o projeto faz a triagem do paciente no acolhimento e encaminha para fazer a ficha", afirma. Ele acrescenta que, enquanto aguardam atendimento médico, os pacientes são monitorados pelas estagiárias e se perceberem algo diferente, essas tem a missão de agilizar o atendimento. Além deste atendimento inicial, elas também ficam circulando pela unidade para orientar e ajudar quem precisa.

Em cada período do dia, são duas profissionais atuando no projeto, sempre uma estagiária de enfermagem sendo supervisionada por enfermeira. É o caso da Alexandra Corrêa que está 9º período do curso de enfermagem de uma faculdade de Anápolis e estagia na UPA. “Aqui nessa função tenho aprendido bastante. A gente passa a perceber a fisionomia do paciente que chega.  Dependendo do grau de dor, vamos até ele e agilizamos a intervenção médica para sanar o problema”, diz. A todo instante, a estagiária é monitorada por uma profissional já formada. Segundo a enfermeira Valderez Brandino, o serviço implantado tem dado resultados satisfatórios. “Além de prestar um melhor atendimento, percebemos que as estagiárias aprendem o dia a dia da nossa profissão”, salienta.

O lanterneiro Lucinei Pereira de Oliveira começou a sentir mal pela manhã. Logo foi parar na UPA em busca de socorro. A dor era na barriga e suspeitou de apendicite. “Cheguei agora e rapidamente me atenderam. Enquanto aguardava, senti uma dor forte, A moça percebeu e avisou o médico como eu estava. Em questão de minutos fui para o consultório. O “Posso Ajudar?” facilitou e muito. Estou satisfeito com o trabalho dela”, pontuou o paciente. O trabalho desenvolvido pelas estagiárias de enfermagem está sendo muito bem avaliado pelos pacientes que precisam de atendimento e também por profissionais que trabalham na unidade.

A secretária municipal de Saúde, Luzia Cordeiro, avalia positivamente a implantação do “Posso Ajudar?” na UPA. "Sem dúvidas, o objetivo é humanizar o sistema. A ideia é exatamente essa, de humanização, não somente na rede de urgência e emergência, mas também na atenção primária e especializada. Receber o paciente na porta da unidade, orientá-lo, sanar as suas dúvidas, ajudar no que for preciso”, salienta.

Para a secretária, esse primeiro contato já faz toda a diferença. “Desde que iniciamos essa gestão trabalhamos na premissa de que com saúde humanizada alcançaremos a melhoria na qualidade e eficiência dos serviços prestados em toda a rede do município de Anápolis. A população merece esse cuidado e estamos seguindo este caminho”, finaliza Luzia Cordeiro.

UPA

A UPA de Anápolis é a maior da região centro-oeste do Brasil. A unidade foi inaugurada em julho de 2014. São 3.300 mt² de área construída e a unidade funciona 24 horas por dia. Além do atendimento médico de urgência e emergência, é dotada de consultório odontológico e laboratório para realização de exames. Cerca de 400 pessoas são atendidas diariamente na unidade. “Atendemos todas as pessoas que chegam aqui, mas a prioridade segundo o protocolo do Ministério da Saúde, são os pacientes de urgência e emergência”, acrescenta Eduardo Sardinha.

 

 

 

Serviço implantado na UPA agiliza atendimento