Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ Procon Anápolis implementa canais para receber denúncias de descumprimento do novo decreto

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

30/04/2020 18h25 - Atualizado em 04/05/2020 14h26

Procon Anápolis implementa canais para receber denúncias de descumprimento do novo decreto

Atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 23h por telefone; das 18h às 23h pelo WhatsApp; e e-mail

Com a publicação do novo decreto municipal, na última segunda-feira, 27, tratando das regras de funcionamento de atividades econômicas na cidade, a Prefeitura de Anápolis, por meio da Secretaria Municipal de Defesa do Consumidor (Procon Anápolis), criou nesta quinta-feira, 30, canais de atendimento para que a população possa fazer denúncias, críticas, sugestões e tirar dúvidas a respeito das regras que entraram em vigor.
 
O atendimento por telefone acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 18hh, por telefone (3902-1836, 3902-2642, 3902-2028, 3902-1969, 3902-1831, 3902-1839); pelo WhatsApp das 18h às 23h (99315-3882, 99259-5336 e 99312-7551); e ainda por e-mail (proconcovid-19@anapolis.go.gov.br).
 
Todas as denúncias serão encaminhadas, de imediato, a equipes de fiscalização que a partir desta quinta-feira começaram a atuar na cidade em uma grande força-tarefa formada por agentes da Vigilância Sanitária, Divisão de Posturas Municipais, Procon, Companhia Municipal de Trânsito e Transportes (CMTT) e Polícia Militar do Estado de Goiás (PM-GO).
 
O secretário do órgão de defesa do consumidor, Robson Torres, explicou que os encaminhamentos por meio do WhatsApp serão apenas para denúncias comprovadas, com endereço completo e localização, além de um relato sucinto do ocorrido. “Isso garante maior celeridade e eficiência para todos das equipes externas de fiscalização, inclusive, se for o caso, para o deslocamento de algum tipo de reforço”, pontuou.
 
Torres ainda esclareceu que a operação foi meticulosamente planejada por todos os setores envolvidos, e conta, sobretudo, com o conhecimento técnico e a inteligência da Polícia Militar. “Além disso, está sendo coordenada e acompanhada diretamente pelo Prefeito Roberto Naves, tendo sido batizada pelos envolvidos como Operação Métis”, disse o secretário.