Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ Prefeitura inicia estudos de viabilidade para construção de novo Mercado do Produtor

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

09/06/2017 13h29 - Atualizado em 12/06/2017 14h10

Prefeitura inicia estudos de viabilidade para construção de novo Mercado do Produtor

Para tornar possível a concretização do empreendimento optou-se pelo modelo de parceria público-privada

A realização de estudos de viabilidade técnica para construção de um complexo de abastecimento de hortifrutigranjeiros ou da nova sede do Mercado do Produtor de Anápolis é o objeto do protocolo de intenções estabelecido pela Prefeitura, a Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia) e a empresa CRX Consultoria. O documento, assinado pela partes envolvidas na tarde de quinta-feira, 8, no gabinete do prefeito Roberto Naves, prevê a implantação de um empreendimento que ofereça aos permissionários e usuários todas as condições comerciais e de logística para a prática do agronegócio.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Turismo, Vander Lúcio Barbosa, explica que o projeto do novo Mercado do Produtor prevê a instalação de 400 boxes de comércio, com medidas de 70 m² cada um, estacionamento e área de manobra para cerca de 500 caminhões.Também estão previstas área de apoio técnico ao produtor (para classificação, embalagem e rotulagem dos produtos), praça de alimentação e toda infraestrutura necessária para garantir o bem-estar dos permissionários e usuários, e destinação de espaço para armazenamento e comercialização por atacado.

O secretário afirma que a proposta atende reivindicações dos próprios produtores, que há tempos esperam, além de melhorias, a expansão do Mercado do Produtor. Considerando que a ampliação não é possível devido à falta de espaço para tal, a única saída viável é a construção de uma nova sede.

Diante desta realidade, destaca o prefeito Roberto Naves, optou-se por um projeto ambicioso que será viabilizado por parceria público-privada. Os permissionários poderão adquirir seus espaços de comercialização e será aberto à participação de empresários de diversos ramos de negócio para instalação de estabelecimentos, como posto de gasolina, restaurantes, e outros serviços.

Por se tratar de uma parceria público-privada, a Prefeitura não irá dispor de recursos próprios para a execução desse projeto. A CRX é responsável por organizar e liderar um grupo de investidores que vai despender todos os recursos financeiros necessários, desde a aquisição do terreno e implantação de toda infraestrutura física e tecnológica até o lançamento comercial do empreendimento.

O projeto apresentado ao prefeito Roberto Naves prevê a construção do complexo de abastecimento de hortifrutigranjeiros numa área de 300 mil metros quadrados – hoje ele ocupa apenas 44 mil. O estudo que será realizado pela empresa de consultoria vai definir, entre outros quesitos, locais adequados para o empreendimento.