Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ Para professor da rede, Anápolis consegue manter carreira docente

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

04/03/2020 17h41 - Atualizado em 04/03/2020 17h44

Para professor da rede, Anápolis consegue manter carreira docente

Sem ultrapassar limite da Lei de Responsabilidade Fiscal, prefeito Roberto Naves apresenta reajuste de 12,64% à categoria

Foto: Bruno Velasco - Dircom

Na avaliação do professor da rede municipal Edergênio Vieira, o reajuste apresentado por Roberto Naves à categoria, nesta terça-feira, 3, em reunião com representantes sindicais no gabinete do prefeito, “foi o possível, mesmo diante da conjuntura nacional e municipal”. Segundo o educador, que é mestrando em Educação, Linguística e Tecnologia pela Universidade Estadual de Goiás (UEG), “em Anápolis, nós temos conseguido manter uma carreira docente. Quando você olha para outros municípios, não existe uma ‘carreira’”.

Para Edergênio, uma forma de evidenciar o protagonismo da educação anapolina é a alta procura de profissionais que desejam integrar a rede municipal de ensino. “Nós tivemos um concurso com número recorde de candidatos.” Em fase de análise de título, o certame teve concorrência de 64 inscritos por vaga – um total de 9.464 pedagogos.

“Enquanto Brasil, não temos uma carreira nacional de professor da educação básica. Em Anápolis, a educação básica está, em vista da média, muito valorizada. No conjunto geral, a carreira docente em Anápolis é uma das melhores de Goiás e até do Brasil. Se você pega um panorama de municípios na proporção de Anápolis, isso não existe fora daqui”, conclui o professor.

Após receber representantes do Sindicato dos Professores da Rede Municipal de Anápolis (Sinpma) e discutir os cenários financeiros possíveis, dentro do limite prudencial (máximo de 54% da arrecadação do município para pagamento da folha), o prefeito Roberto Naves visitou a Secretaria Municipal de Educação (Semed) para conversar com os diretores das escolas municipais.

“Qual foi o compromisso que nós não abrimos mão? Fechou o valor, pode ir para sua casa dormir tranquilo. Não tem a menor possibilidade de se perder direito, não tem a menor possibilidade de não se aposentar, não tem a menor possibilidade de o salário atrasar”, disse o prefeito aos 87 gestores, comentando sobre a preocupação de se chegar a um reajuste sustentável. “Tem que ser um valor que faça com que o funcionário durma tranquilo, para que amanhã não tenha ninguém discutindo (o fim do) quinquênio, regência, titulação, progressão horizontal”, completou.

O diretor da Escola Municipal Professora Nadyr de Souza Andrade e também presidente da Associação dos Gestores Municipais de Anápolis, Walter Almeida Fernandes, elogiou a transparência e capacidade de diálogo da gestão municipal. “Nós temos um prefeito que recebe as pessoas, que sabe ouvir as demandas e que, como todos nós, tem feito uma boa gestão. Tudo isso que o prefeito colocou transparentemente para nós era o que tínhamos que ter em mãos para poder explicar aos nossos professores o que acontece de verdade”, pondera o diretor.