Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ Jardim de Chuva é solução sustentável contra enchentes

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

31/05/2019 13h20 - Atualizado em 31/05/2019 13h24

Jardim de Chuva é solução sustentável contra enchentes

Em Anápolis, seis sistemas já foram implantados e esse número deve aumentar em breve

Foto: Renato Lopes - Dircom
Uma solução sustentável, simples, eficiente e inovadora. Seria possível enumerar centenas de adjetivos para definir o jardim de chuva, infraestrutura verde que a Prefeitura de Anápolis, via Pró-Água, está implantando na cidade - desde julho de 2018 - com a finalidade de drenar a água da precipitação para o solo beneficiando todo o ecossistema da região. Até o momento, o município conta com seis deles, sendo um no trevo do Recanto do Sol e cinco na Praça Dom Emanuel, no Bairro Jundiaí.
 
A proposta do prefeito Roberto Naves é reestruturar todo o plano de drenagem de Anápolis baseando-se no desenvolvimento sustentável e a ideia de trazer esse sistema para a cidade surgiu ainda durante a criação do Pró-Água. Dentro dele, todos os trabalhos desenvolvidos são inspirados na permacultura, também conhecida como cultura permanente.  “Estudando, percebemos que sempre que chovia, o município era tomado, praticamente destruído, pelas enxurradas”, explica a engenheira ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Priscilla Souza. Isso acontecia porque a água da chuva não entrava no solo, e, consequentemente, não era armazenada no lençol freático. “Então o propósito é guardar a água onde a própria natureza a estoca”, acrescenta.
 
Funciona da seguinte forma: o jardim de chuva absorve a água da enxurrada e a leva para o subsolo, recarregando o lençol freático. As mais de 300 mudas nativas do Cerrado cultivadas pela Prefeitura também possuem um papel importante neste processo. Como são sincronizadas com o ciclo hídrico do bioma regional, elas bombeiam a água na hora certa. Além disso, são plantas mais resistentes e que melhoram a biodiversidade típica do local. Nos jardins de chuva de Anápolis é possível encontrar gueirobas, jacarandás, quaresmeiras, ipês, mulungus, sangra d’água, pombeiro, paineira, araçá, pitomba, pau formiga e embaúba, todas cultivadas nos dois viveiros municipais.
 
E, na prática, os sistemas já estão mostrando resultados positivos. “Observamos a diminuição de alagamentos nas áreas em que foram feitos, além da restauração do bioma. Esteticamente, a região também fica muito mais bonita. Vejo que é uma forma de promovermos a consciência ambiental em Anápolis com novas técnicas sustentáveis”, comenta Priscilla. Em breve, a cidade contará com novos jardins de chuva. “Atualmente estamos estudando o georreferenciamento para podermos redesenhar nosso município e observar quais os melhores pontos para execução do serviço”, adianta a engenheira ambiental.
 
Pró-Água
Por décadas, os anapolinos sofreram com a falta de água, durante a estiagem, e com enchentes devastadoras no período chuvoso. Esse desequilíbrio acontecia devido à desordem do ciclo da água na região. Entretanto, em junho de 2017, foi dado o primeiro passo para mudar essa realidade. Foi quando a Prefeitura de Anápolis, via Secretaria Municipal de Meio Ambiente, criou o Pró-Água - programa que tem como objetivo reflorestar o município, além de recuperar nascentes e Áreas de Proteção Permanente (APP) na região do Ribeirão Piancó. Desde então, em apenas dois anos, mais de 250 mil mudas de árvores típicas do Cerrado já foram plantadas na zona urbana e rural da cidade.
 
Mas, como plantar árvores pode ajudar a resolver o problema da água em Anápolis? Muitos podem estar se perguntando. A questão é que a cobertura permanente e diversificada do solo, com plantas que usam a água de formas diferentes, que têm taxas de evaporação e transpiração diferenciadas, propicia, pouco a pouco, o retorno das águas usadas pelas plantas para seu crescimento que, desde que as nascentes e cabeceiras de morros estejam vegetadas, voltarão à região na forma de chuva, orvalho, garoa. 
 
A execução desse modelo de recuperação só é possível por meio de parcerias entre o Poder Público e proprietários rurais, entidades, empresas e instituições de ensino da região. Os interessados podem entrar em contato com a secretaria e manifestar suas demandas, seja solicitando mudas para o plantio ou apresentando projetos sustentáveis para serem executados em Anápolis.
 
Foi assim que, em pouco tempo, o Pró-Água conquistou resultados tão significativos:
- 123 nascentes recuperadas;
- 250 mil mudas de árvores nativas do Cerrado plantadas – 10 mil apenas na Avenida Brasil;
- 98 cacimbas feitas para canalizar a água da chuva para o lençol freático; 
- 10 parceiros permanentes (área empresarial e educacional).

Jardim de Chuva é solução sustentável contra enchentes