Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ Festa celebra o regional

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

01/08/2019 08h54 - Atualizado em 01/08/2019 09h43

Festa celebra o regional

Maior evento de solidariedade de Goiás já arrecadou mais de 70 toneladas de alimentos e trouxe no segundo dia a dupla Chitãozinho e Xororó

Foto: Gislaine Matos e Renato Lopes - Dircom

Música regional da melhor qualidade. Foi assim que começou o segundo dia do ArraiAna, na quarta-feira, 31. A Orquestra de Violeiros de Anápolis deu o tom inicial e inaugurou a festa com alguns dos maiores clássicos da música sertaneja de raiz. Violas, sanfonas, violões, cajon, contrabaixo e até berrante compuseram os acordes, produzidos por 20 músicos especialistas no estilo. O comando da turma é responsabilidade do maestro Crênio Luiz da Silva, que vem de uma família de músicos e continua perpetuando a tradição: seu filho caçula, João Victor Luiz da Silva, já integra a orquestra. 

A valorização dos artistas regionais é uma das marcas do ArraiAna, que só na noite desta quarta-feira, 31, trouxe mais três atrações de peso, além da Orquestra: a Quadrilha Chapéu do Vovô, a cantora Amanda Carvalho, Rômulo Viola e Rick Batista. E ainda teve uma participação mais que especial, Gabriel Aquino, anapolino de apenas 15 anos, que homenageou o cantor Cristiano Araújo, cantando Hoje Eu Tô Terrível, junto ao Rômulo Viola. O público acompanhou e cantou junto, choveu aplausos.

Nacional
A cereja do bolo, no entanto, foi a apresentação de Chitãozinho e Xororó. Horas antes do show começar, fãs já se aglomeravam em frente ao palco principal para garantir um lugar mais próximo à dupla. Foi o caso da Sofia Neves, que veio com a sobrinha, Márcia Cristina, lá do Bairro Maracanã, para cantar a clássica Fio de Cabelo, uma das músicas de maior sucesso da história do sertanejo. “Sou apaixonada por eles e quero cantar todas as músicas”, falou Sofia. A dupla sertaneja estava animada e o público ansioso. “É muito bacana participar de um evento como este, depois de anos de estrada receber tanto carinho do público, que lotou o estádio, é muito especial”, afirmou Chitãozinho. 

 

Maria de Lurdes Leandro Silva e Maria do Carmo Damasceno Leandro vieram lá do Bairro Itamaraty para prestigiar o ArraiAna. “Fazia dez anos que eu não ia a um show, esta festa está muito bonita e a organização impecável”, comentou Maria de Lurdes, que também marcou presença no dia anterior, na apresentação do Padre Alessandro. Cunhada dela, Maria do Carmo estava aguardando também bem pertinho do palco e estava encantada com a festa, desde a decoração até os artistas. 

 

Programação

Mas a maior festa da solidariedade do Estado de Goiás está só no início, a celebração vai até sábado, dia 3 de agosto. Já foram arrecadados 70 toneladas de alimentos, que serão doadas para instituições socioassistenciais de cidade. “O ArraiAna é um evento muito bonito, criado para ajudar aqueles que necessitam e para levar diversão aos anapolinos”, disse Roberto Naves.

Festa celebra o regional