Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ Fábrica de Empreendedor formaliza 767 pessoas

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

19/02/2020 17h31 - Atualizado em 19/02/2020 17h37

Fábrica de Empreendedor formaliza 767 pessoas

Espaço também oferece orientação e acompanhamento para os novos negócios

Foto: Ismael Vieira - Dircom

Desde o início dos anos 2000, as (ainda) tímidas estatísticas sobre a economia brasileira apresentam um ponto de convergência: o protagonismo das micro e pequenas empresas. Conforme levantamento do Sebrae, já em 2015 elas representavam 98,2% dos estabelecimentos privados do País e foram responsáveis por 51,2% da remuneração paga aos empregados formais. Com cenário que não foge à regra nacional, Anápolis oferece ferramentas como a Fábrica de Empreendedor, que fomenta o setor no sentido de criar novos Microempreendedores Individuais, os chamados MEIs.

O trabalho da Fábrica de Empreendedor resultou na abertura de 767 novos MEIs, somente em 2019. “Eram pessoas que estavam na informalidade ou que não tinham renda alguma e nos procuraram com o desejo de abrir um negócio”, diz Luana Xavier, gerente de Microempreendedor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico. Este número, entretanto, tende a ser ainda mais significativo, conforme explica a gestora do setor: “é que parte daqueles que passam pela Fábrica, recebem informações, acessam serviços diversos, mas acabam finalizando o processo em casa”.

Aliás, mesmo que o objetivo seja a formalização, o serviço também segue o propósito de orientar. Antes de se tornar microempreendedor, o cidadão é convidado a participar de uma palestra para entender o que isso significa, quais as responsabilidades e obrigações que esta condição impõe e como proceder do ponto de vista econômico-financeiro. “As palestras são ministradas aqui na nossa sede, sempre às terças e sextas-feiras, das 9h30 às 10h30. Só depois desse entendimento, fundamental para o funcionamento da empresa, o CNPJ é criado”, detalha Luana Xavier.

Com a ideia de facilitar o processo, a Fábrica disponibiliza oito servidores – cinco na sede, dois no shopping da Jaiara e um na Acia – que auxiliam o cidadão desde o primeiro passo, ainda antes da formalização, até as atividades regulares no dia a dia do empreendedor. “Apoiamos em tudo, seja na pesquisa de CEP e Título de Eleitor, necessários para a abertura da empresa, ou na emissão dos boletos com as taxas que devem ser recolhidas todo mês. Não é à toa que fechamos o ano passado com mais de 7 mil atendimentos variados”, lembra Luana Xavier.

Projetos

Para 2020, a expectativa é ampliar o alcance, investindo em um dos braços da Fábrica, o Empreendedor Móvel. Já em funcionamento, ele funciona como mecanismo de orientação sobre a importância da formalização. Dois servidores circulam por pequenos estabelecimentos e montam uma tenda em espaços públicos como praças, onde informam as pessoas e sugerem que procurem a unidade-sede para entenderem mais e, se for o caso, se tornar um MEI.

Também faz parte dos planos da Secretaria ampliar o espectro de atuação da Fábrica, oferecendo cursos de informática e inglês básico, além de palestras motivacionais e outras voltadas à condução dos negócios. “Ainda são apenas projetos, mas, com o aval do nosso secretário, Anastacios Dagios, já estamos analisando a viabilidade e sondando possíveis parcerias para trazer mais esses serviços aos anapolinos”, conclui Luana Xavier.

Saiba mais

A Fábrica do Empreendedor funciona das 8h às 18h na sede, localizada no Feirão do Jundiaí (Rua Visconde de Taunay) e na Acia (Rua Manoel D'Abadia, 335, Centro). Já no shopping da Jaiara, está aberta das 7h às 19h. Para informações preliminares, o cidadão pode ligar para o número (62) 3902-1057.