Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ Escolas municipais expõem 61 projetos na 1º Feira Municipal de Ciências

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

26/10/2018 12h37 - Atualizado em 26/10/2018 12h48

Escolas municipais expõem 61 projetos na 1º Feira Municipal de Ciências

O evento, realizado no Planetário Digital, é vitrine para o compartilhamento de experiências entre os jovens pesquisadores e a comunidade

Foto: Santiago Plata - Ascom

O estímulo às pesquisas científicas é sempre o melhor caminho para que os alunos descubram as áreas do conhecimento com as quais têm mais afinidade, e quando esse incentivo é voltado para a solução de problemas sociais como as desigualdades, é a oportunidade perfeita para a construção de cidadãos cada vez mais conscientes e solidários. Nesta última quinta-feira, 25, as escolas municipais expuseram 61 projetos com essa temática, na 1ª Feira Municipal de Ciências, promovida pela Prefeitura de Anápolis, por meio da Secretaria Municipal de Educação.

Durante todo o ano as escolas trabalharam com os alunos do Ensino Fundamental projetos científicos e realizaram suas exposições com o envolvimento de toda a comunidade escolar. Os melhores trabalhos de cada unidade foram selecionados para serem expostos na feira municipal, como vitrine para o compartilhamento de experiências entre os jovens pesquisadores. Aberto ao público, o evento que aconteceu no Planetário Digital contou com diversas projetos como o reaproveitamento de água da chuva, receitas culinárias utilizando cascas de alimentos para a redução da fome no mundo, eletricidade gerada pelo vento, hortas orgânicas e vários outros.

Ana Clara da Silva, aluna do 3° ano da Escola Presbiteriana Orvalho do Hermon, desenvolveu o projeto de uma lâmpada ecológica que economiza 70% de energia. De acordo com ela, participar do desenvolvimento de um projeto como esse é contagiante e ajuda a ampliar os horizontes. “Compartilhar nossos projetos com os colegas de outras escolas é muito bom, e também uma grande oportunidade para nos inspirarmos e desenvolvermos novos projetos para o próximo ano”, disse.

De acordo com o secretário municipal de Educação, Alex Martins, as feiras de ciência e tecnologia potencializam a absorção do conhecimento, o conceito de desenvolvimento sustentável e promovem uma excelente interação entre professores, alunos e famílias. “Sem dúvidas a educação municipal só tem a ganhar com esse incentivo de valorização das capacidades e criatividades dos nossos alunos nos diversos campos do conhecimento. A Feira Municipal de Ciências estará no calendário da educação para o ano de 2019”, disse.