Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ Ensino musical online é alternativa durante o isolamento social

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

04/06/2020 17h15 - Atualizado em 04/06/2020 17h17

Ensino musical online é alternativa durante o isolamento social

Professores, alunos e famílias se adaptam ao ensino musical à distância

A vontade de conhecer e ensinar transformou a forma com que professores, alunos e famílias a levam o aprendizado da escola para suas casas. Há mais de um mês, a Escola de Música Maestro Antônio Branco (EMA) tem vivenciado formas de interação entre professores e alunos, incluindo disciplinas sendo cumpridas na grade curricular. A EMA é uma unidade da Prefeitura de Anápolis, sob gestão da Secretaria Municipal de Cultura.     

As aulas de musicalização para o Gabriel, 8 anos, e a Amanda, 10 anos, acabaram envolvendo a mãe, Fernanda Lander, que agora acompanha os filhos nas aulas online – gravadas pela professora da EMA, Luciele Gomes, e enviadas ao grupo de WhatsApp dos pais dos alunos. As práticas de canto na Igreja e o interesse pela música levaram Fernanda a buscar mais conhecimento, ainda mais neste momento de quarentena, fazendo um curso online de teclado.

Ao auxiliar os dois filhos, Fernanda teve a oportunidade de conhecer mais teorias da música. “A didática utilizada pela professora que é apropriada para as crianças, acabou por tornar ainda mais fácil minha compreensão”, comenta Fernanda. Sem o envolvimento presencial, Luciele buscou a atividades lúdicas para envolver os pequenos. Assim a aula se tornou mais atrativa e produtiva.

“O tempo que passo desenvolvendo um conteúdo com os alunos nas aulas online é maior do que nas aulas presenciais”, aponta a professora Luciele. O tempo das aulas presenciais se desdobrou no contexto das aulas remotas. Preparar a aula, produzir o vídeo e dar assistência individual ao aluno ou também aos pais para sanar as dificuldades. São atendidos 123 alunos, em sua maioria crianças e adolescentes, que experimentam a aula através da internet há 40 dias.

Com as restrições às aglomerações para o combate à pandemia, as unidades de ensino artístico da Secretaria Municipal de Cultura não contam com aula presencial, atendendo aos decretos municipal e estadual. A coordenadora da EMA, Ana Paula Andrade, e os professores buscaram formas de manter o vínculo e a prática do ensino musical através dos recursos multimídia e a internet. As disciplinas teóricas contam com o cumprimento curricular, já as matérias que envolvem prática dos instrumentos são trabalhadas somente como continuidade do desenvolvimento do aluno, sem a aplicação de notas ou obrigações curriculares.

Inovação
A matéria teórica de História da Música já contava com os recursos multimídia durante as aulas presenciais do professor, Éder Ribeiro. “O desafio está em trabalhar no ambiente doméstico e como essa dinâmica funciona tanto para o professor quanto para o aluno”, destaca. A familiarização da casa como espaço de sala de aula exige disciplina dos alunos. Por outro lado, o professor também passa por esse processo organizando seu tempo entre a produção de conteúdo e o atendimento dos alunos.

A interação entre os professores e alunos tem se apropriado de diferentes plataformas de redes sociais e reprodução de vídeos. São utilizadas conferências ao vivo, grupos de WhatsApp, aulas gravadas, vídeo chamada por celulares e os diversos meios que “aproximam” aprendizes e mestres. “O que as turmas têm experimentado se tornou um verdadeiro laboratório que mantém a integração de alunos e professores e que no futuro, esperamos que próximo, poderão acompanhar a didática das aulas presenciais”, estima o secretário municipal de Cultura, Wilson Velasco.