Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ Educação fiscal nas escolas

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

04/06/2019 17h09 - Atualizado em 04/06/2019 08h31

Educação fiscal nas escolas

Peça teatral mobiliza alunos a pensar sobre cidadania

Em Anápolis, mais duas escolas da rede municipal recebem o espetáculo teatral Os Donos do Mundo, projeto especial do Programa de Educação Fiscal da Secretaria Municipal da Fazenda de Anápolis (Semfaz), com apoio das secretarias municipais de Cultura e de Educação. Localizada no bairro Cidade Jardim, a Escola Municipal DrºAdahyl é a terceira a ser prestigiada pela apresentação, programada para esta quarta-feira, 5. À noite, é a vez dos alunos do EJA da Escola Municipal Maria Elizabeth, no Bairro Filostro Machado. A peça já passou pelas unidades Dona Alexandrina e João Luiz de Oliveira.

No total, uma centena de estudantes já aplaudiu a encenação, criada pela Companhia Anapolina de Teatro. O objetivo é alcançar 500 alunos até o final de junho, com mais seis apresentações, todas na rede municipal de ensino. A peça, que trata dos mecanismos de poder e financiamento da máquina pública, ressoa a importância do espírito de coletividade, com foco na cidadania.

Espectadora da primeira apresentação, Aline Rafaela, de 11 anos, aluna do 6º ano, achou interessante a temática e conta que a fez refletir sobre a corrupção, "não só restrita ao governo, mas no cotidiano da sociedade". Evelin Santos, da mesma série, também ressaltou a questão, com outra nuance, "culpamos muito o governo pela situação, precisamos olhar mais para nossas próprias ações".

Consciência cidadã
Mobilizar a população sobre a importância do pagamento dos tributos é um dos papéis desempenhados pela Semfaz. Por isso, instituiu o Programa Contribuinte Legal – Lei Complementar 369/2017, no qual se desenvolve trabalho específico de Educação Fiscal, principalmente nas escolas, a fim de promover a consciência cidadã.

Os objetivos do Programa são a valorização do “bom pagador” – aquele cidadão que quita seus tributos em dia, à vista ou parcelado, colaborando para o bom funcionamento dos serviços públicos –, a promoção da Educação Fiscal e a Nota Anapolina, que fomenta a emissão de notas fiscais na cidade.

“O tributo não deve ser encarado como vilão, mas como um investimento para o bem comum”, pontua o coordenador de Educação Fiscal da Semfaz, Márcio Correa César. Ele explica que, muitas vezes, erroneamente, a população encara como gratuitos os serviços públicos, quando na verdade existe um custo, que é coberto justamente por meio de impostos, tributos e taxas. De acordo com o coordenador, manter-se em dia com os débitos municipais contribui diretamente para a manutenção da cidade, além de oferecer cuidados para mais de 36 mil crianças que frequentam as escolas municipais e mais de 50 unidades de saúde.

Programação

05/06 - E.M. Drº Adahyl e E.M. Maria Elizabeth (EJA)

07/06 - E.M. Jahhir Ribeiro

12/06 - E.M. Jerônimo Vaz

14/06 - E.M. Raimunda de Oliveira

19/06 - E.M. Raymundo Paulo Hargreaves

26/06 - E.M. Betesda Primavera

28/06 - E.M. Lions Anhanguera