Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ Economia Solidária incentiva a autogestão

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

07/07/2017 14h50 - Atualizado em 07/07/2017 14h53

Economia Solidária incentiva a autogestão

Tema foi discutido no Encontro realizado no auditório do Colégio Couto Magalhães

Ostentando um belo tailleur feito de algodão que ela mesma plantou, fiou e teceu, Maria de Lurdes, 77 anos, fiandeira há 67, compartilhou experiências ao participar do 1º Encontro de Economia Solidária, realizado pela Prefeitura de Anápolis no Salão Nobre Richard Edward Senn, no Colégio Couto Magalhães, na Avenida Universitária, na manhã de sexta-feira, 7 de julho.

Integrada ao conceito que alerta para a produção sustentável e baseada na autogestão, onde não há patrões ou empregados, a anciã, ao lado das companheiras, produz sob encomenda e comercializa em casa, ou na sede da Associação Cultural e Artística de Anápolis (Acaa) o produto que atende a indústria têxtil em pequena escala. História, economia e cultura estão agregadas em práticas que precisam ser preservadas.

Para a secretária municipal de Desenvolvimento Social - que realizou o evento em parceria com a Acca - Nair de Moura Vieira, esse é o papel do poder público municipal. “Esperamos que mais associações sejam criadas e capacitadas”, disse.

O vice-prefeito, Márcio Cândido, representou o prefeito Roberto Naves e acenou para importância da ampliação das parcerias com os  produtores e entidades desse segmento. Segundo ele, o terceiro setor é fundamental para o fomento de políticas públicas para o desenvolvimento econômico da  região. “Cada pequena iniciativa que prospera gera economia em investimentos de outra natureza, como a assistência social, por exemplo”, disse.

Estiveram presentes no 1º Encontro de Economia Solidária o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Vander Lúcio Barbosa, o secretário municipal de Cultura, Erivelson Borges e o vereador Fernando Paiva. O Ministério do Trabalho, a Secretaria Nacional de Economia Solidária e o Banco do Povo também enviaram representantes. Produtores de produtos orgânicos e de grupos folclóricos que se apresentaram ao final do evento estiveram entre os participantes.

 

Economia Solidária incentiva a autogestão