Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ Criatividade, educação e conhecimento em tempos de pandemia

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

25/06/2020 16h02 - Atualizado em 25/06/2020 16h11

Criatividade, educação e conhecimento em tempos de pandemia

Bolsistas do programa Graduação preparam vídeos com o objetivo de levar entretenimento e informação por meio das redes sociais

Uma história infantil, algumas dicas de alimentação saudável, orientações de saúde ou de brincadeiras para integrar toda a família nesse tempo de isolamento social. Estes são apenas alguns temas de vídeos que os acadêmicos do programa Graduação prepararam especialmente para as crianças do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo, do programa Integração, das famílias assistidas pelo Programa Criança Feliz, e para os idosos do Centro de Convivência do Idoso (CCI) e dos abrigos; além das crianças dos serviços de acolhimento.

Os vídeos educativos, que são ferramentas importantes de comunicação, interação e entretenimento, contam com a criatividade, o bom humor e, sobretudo, demonstram a solidariedade dos bolsistas em prestar um serviço de utilidade pública, e levar um pouco de conhecimento, por meio das redes sociais, ao maior número de pessoas assistidas pelos programas da Prefeitura de Anápolis, em tempos de pandemia.

O Graduação foi lançado em julho do ano passado pela Prefeitura de Anápolis com o objetivo de possibilitar a estudantes de baixo poder aquisitivo o acesso ao Ensino Superior, incentivar a permanência, viabilizar o retorno de jovens e adultos às faculdades e reduzir o índice de evasão nos cursos superiores, de modo a ampliar o número de profissionais com formação acadêmica.

Durante quatro meses, a equipe do programa Graduação realizou a seleção dos bolsistas. A primeira etapa consistiu em cadastro de formulário eletrônico; em seguida, a entrevista para análise das informações cadastradas e de documentos comprobatórios. A última fase foi a visita das técnicas da Assistência Social às residências dos inscritos.

Foram contempladas com as bolsas integrais, conforme a Lei nº 4.020, que criou e instituiu o programa Graduação, as famílias que recebem até três salários mínimos. Aquelas que recebem até seis salários mínimos foram contempladas com as bolsas parciais, em que o valor do benefício varia de acordo com a média escolar do aluno. Destas bolsas, dez são exclusivas para o curso de Medicina.