Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ Coro Sinfônico canta com o mundo e para o mundo

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

17/06/2020 10h44 - Atualizado em 17/06/2020 11h33

Coro Sinfônico canta com o mundo e para o mundo

Grupo anapolino participa de projeto que reúne músicos de 17 países

Diferentes idiomas, povos e sons orquestrando uma mensagem a todo o planeta através do mundo virtual.  O Coro Sinfônico de Anápolis (CSA) participou da montagem de um vídeo que reuniu instrumentistas e coristas de quatro continentes. A experiência promoveu um “diálogo” musical sem fronteiras, com o talento de mais de 90 músicos. A iniciativa é da Associação Mozart-Itália Goiás, com a participação do CSA que é um grupo da Prefeitura de Anápolis, sob a gestão da Secretaria Municipal de Cultura.

Brasil, Chile, Argentina, Venezuela, Tunísia, China, Argélia, Alemanha, Sérvia, Itália, Holanda, Ucrânia, França, Rússia, Estados Unidos, Romênia e Espanha contam com músicos reunidos neste vídeo. A Associação realizou uma convocação internacional através das redes sociais e os artistas de mais de dez países atenderam ao chamado. “Este é o nosso trabalho, porém muito antes disso a nossa missão como músicos é que nos faz aceitar convites espontâneos como este”, aponta o violinista da Orquestra Sinfônica de São Paulo (Osesp), Emanuelle Baldini, que participou do vídeo.

Filho de pais dedicados e referências na música, de Triestre (Itália), Emanuelle traz em seu caminho turnês realizadas pelos cinco continentes e prêmios em concursos internacionais. Participou de orquestras conceituadas de Bologna, Milão, Triestre e a partir de 2005 atua como spalla ou o primeiro-violino da Osesp, no Brasil. Ele também é regente com destaque para concertos realizados na Argentina, Uruguai e em países da América Latina.

Construção

O desafio de montagem deste vídeo está na percepção musical e também nas habilidades com os recursos dos programas de edição para compor com o melhor das imagens e áudios vindos de cada um dos músicos. “É necessário um exercício de imaginação para executar a sua parte e montar um grande diálogo das vozes e instrumentos entre si”, explica Emanuelle.

Concluído no último dia 9 deste mês, foram 30 dias de dedicação do maestro Rafael Borges para a montagem do vídeo com as noventa execuções da peça musical “Lacrimosa” de Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791). “É uma mensagem de empatia com a dor de tantas pessoas que perderam seus entes queridos para esta pandemia, porém a energia é a esperança de que um dia tudo fique bem”, explica Rafael que é diretor artístico da Associação e regente do CSA.

Experiência

Viver uma experiência internacional já não é inédito para o CSA, pois recentemente, em novembro de 2019, esteve no Encontro de Coros em Santiago, no Chile. Nesta oportunidade do vídeo, o grupo anapolino ladeou a tela com importantes referências da música internacional como o trompetista Francesc Castelló Fitó, da Orquestra Sinfonica de Madrid (Espanha); Leibniz Sulbarán, diretor do nucleo do El Sistema (Venezuela) e Evgenii Manuilov, que é fagotista na Orquestra Sinfonica de Rostov (Rússia).

Cantar com outras vozes de outros países perdeu, por enquanto, a sensação presencial, mas ganhou uma experiência de interação e empatia. “Só tivemos a dimensão do que tudo tomou com o vídeo finalizado, mas apesar da distância, meu sentimento é o mesmo: de mensagem dada ao público e gratidão como corista”, aponta o corista do CSA, Raynerson Maia, que faz parte do grupo desde 2018 e participou da turnê no Chile, em 2019.

“Nossos grupos e unidades de ensino artístico tem se empenhado no desafio de fazer arte neste momento de isolamento social, entretanto ganhamos uma nova forma de ampliar a forma de produzirmos de cultura”, destaca o secretário municipal de Cultura, Wilson Velasco. O vídeo se encontra nas redes sociais no perfil @prefanapolis.cultura ou no link: http://abre.ai/beQp