Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ Circuito Dandô se apresenta pela primeira vez em Anápolis

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

19/07/2019 08h39 - Atualizado em 19/07/2019 08h42

Circuito Dandô se apresenta pela primeira vez em Anápolis

A passagem da caravana na cidade contará com a apresentação da própria fundadora do circuito

Encontros espontâneos de artistas recebendo artistas convidados proporcionando ao público uma experiência única com a música brasileira. O Dandô – Circuito de Música Dércio Marques se apresenta neste sábado, 20, às 17 horas, na Associação Cultural e Artística de Anápolis (Acaa), no bairro Boa Vista, com o custo de R$ 10. Na ocasião, se apresentará a fundadora do circuito, a musicista Kátya Teixeira. A realização é do grupo anapolino Jongo de Iracema. A iniciativa é apoiada pela Acaa e pela Prefeitura de Anápolis, por meio da Secretaria Municipal de Cultura.

Com uma metodologia própria, o Dandô oferece apresentações do anfitrião e convidado, e em seguida um diálogo sobre a musicalidade de ambos. Em um ambiente intimista, o encontro proporciona ao espectador uma experiência onde a atenção total do público é para a performance musical.

A convidada é a pesquisadora e musicista Katya Teixeira que traz em sua carreira seis álbuns gravados, dos quais três foram indicados ao Prêmio da Música Brasileira e contemplada pelo Troféu Catavento 2016. Ela se inspira nos mestres populares e também nas manifestações culturais brasileiras. Em 2013, começou a desenvolver o circuito Dandô.

Quem faz o “chamamento”, ou seja, o anfitrião é o grupo Jongo de Iracema, que foi fundado em Anápolis em 2012, iniciado com a pesquisa e organização de Carlos Antônio dos Reis, o Mestre Tuísca. Com outros nomes como caxambu, tambú ou batuque, o Jongo surgiu há séculos com a vinda dos africanos escravizados e que continua até hoje com grupos pelo Brasil.

O grupo anapolino realiza apresentações dentro e fora da cidade além de ministrar oficinas. “Receber o Dandô é um momento muito importante e de um significado muito profundo para nós do Jongo de Iracema, pois traz uma força a mais para difundirmos a cultura popular em Anápolis”, aponta o membro do grupo, Danilo Costa.

Circuito
Anápolis se insere neste circuito que já conta com mais de 70 cidades de diferentes estados brasileiros. A iniciativa surgiu em homenagem ao cantador Dércio Marques, que desenvolveu sua carreira musical em intercâmbio com artistas populares pelo país, vindo a falecer em 2012. O Dandô foi premiado, em 2014, como melhor projeto de música pelo Prêmio Brasil Criativo – Project HUB/MINC/SEBRAE. Só em 2016, foram mais de 400 shows em 50 cidades de oito estados brasileiros.

Atualmente o Circuito tem se ampliado para o âmbito internacional entre países do Mercosul (Argentina, Uruguay, Chile, Bolivia) e Europa (Portugal e Galiza). Neste caminho tem ganhado parceiros como La Ruta de Violeta Parra (Chile), organizado pela neta de Violeta, Tita Parra. “O Jongo de Iracema demonstra com essa ação que os grupos de cultura popular brasileira não são somente o resgate do passado, mas a possibilidade de dialogar com o mundo a partir de suas raízes”, enfatiza a secretária municipal de Cultura, Eva Cordeiro.

Serviço
Circuito Dandô – chamamento “Anápolis”
Data: 20 de julho de 2019 (sábado)
Horário: 17h
Local: Associação Cultural e Artística de Anápolis (Acaa) – Rua 5, Setor Boa Vista
Custo: R$ 10

Circuito Dandô se apresenta pela primeira vez em Anápolis