Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ Cine em Ação fecha o mês com homenagem a cineasta anapolino

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

25/06/2019 10h20 - Atualizado em 26/06/2019 10h58

Cine em Ação fecha o mês com homenagem a cineasta anapolino

Erik Ely é homenageado na última sessão no Parque Residencial das Flores

O projeto Cine em Ação terá sua última sessão do mês de junho nesta quarta-feira, 26, no Cmei Jorge Amado, no bairro Residencial das Flores, localizado na grande Recanto do Sol. A iniciativa é da Prefeitura de Anápolis, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Sesc Anápolis. O objetivo do projeto é proporcionar aos moradores de bairros mais distantes do centro, a arte cinematográfica produzida localmente. E esse é o questionamento central do curta-metragem que será exibido quarta-feira, a obra é do diretor homenageado Erik Ely.  

O projeto Cine em Ação chega ao terceiro bairro neste ano, já tendo passado pelos setores Filostro Machado e Jardim Alvorada. Filmes marcaram noites de exibição, diálogos e muita pipoca, com acesso gratuito e também para todas as idades. A próxima região a receber a caravana do projeto será o distrito de Interlândia, durante o mês de julho.

Nesta quarta-feira, o projeto faz uma homenagem a um diretor anapolino que tem participado de projetos audiovisuais e produções de curta-metragens. Erik Ely é graduando no curso de Cinema e Audiovisual pela UEG e estagiário de edição na Televisão Brasil Central. Sob a sua direção, foram realizados os curtas Edifício Panarello, Tela Preta e a websérie de ficção Live.

Curta
Junto ao longa-metragem O Menino e o Mundo (2016), do diretor Alê Abreu, será exibido o curta O Cinema que não se vê (2018). O curta-metragem tem sido exibido em festivais pelo País e também tem ganhado prêmios, nas categorias ‘Melhor direção e montagem’ pelo 8º Anápolis Festival de Cinema. Outros prêmios foram dados ao filme, como na 10ª Mostra de Cinema e Audiovisual da UEG, Prêmio de Direitos Humanos Dom Tomás Balduíno e II Acreúna Festival Internacional de Cinema.

O filme conta a história de Geovani, um advogado que assiste a um filme e não sabe de onde vem essa obra. A partir deste personagem se levantam questionamentos sobre a razão de se produzir os filmes e como o público tem acesso aos mesmos, principalmente o cinema local. “Esta homenagem se faz muito valorosa no Cine em Ação, pois é um dos motivos pelos quais se percorre os bairros para aproximar a produção independente e local do público”, explica a secretária municipal de Cultura, Eva Cordeiro.

Serviço
Cine em Ação
Data: 26 de junho de 2019 (quarta-feira)
Horário: 19h30
Local: Cmei Jorge Amado - Av. Perimetral, s/nº  - Residencial das Flores
Entrada gratuita