Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ Anápolis já está em 2021

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

05/09/2018 16h39 - Atualizado em 05/09/2018 16h43

Anápolis já está em 2021

Resultado obtido no Ideb reflete compromisso da gestão municipal com a qualidade do ensino oferecido

Foto: Santiago Plata - Ascom

A rede municipal de ensino de Anápolis já superou a meta de qualidade projetada para 2021, pelo Ministério da Educação, para os anos iniciais do ensino fundamental – 1ª a 5º ano -, no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Com antecedência de quatro anos, a nota alcançada foi 6,3, acima da média estipulada para o começo da próxima década, que era 6,2 pontos. Ainda de acordo com os dados divulgados nesta semana pelo Governo Federal, foi alcançada a meta de 5,1 para 2017, referente aos anos finais do ensino fundamental.

De acordo com o secretário municipal de Educação, Alex Martins, o índice positivo reflete o compromisso da gestão municipal e a dedicação de milhares de profissionais. “Tivemos avanço considerável quanto ao índice dos anos iniciais do Ensino Fundamental, e esse avanço é resultado da soma de diversos fatores que influenciam no processo de ensino/aprendizagem, tais como investimentos estruturais, formação continuada dos professores e participação das famílias no contexto escolar”, avalia.

O Ideb, criado em 2007, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), tem como objetivo medir a qualidade do aprendizado no país e estabelecer metas para melhoria do ensino. A escala de pontuação é de zero a dez. Em Anápolis, a evolução é significativa. As metas foram superadas em 2009 e em 2011, quando o estimado era 4,5 e 4,9, e alcançou-se notas 4,8 e 5,2, respectivamente. Em 2013, o desempenho obtido – 5,6 - foi exatamente o esperado.

A rede conseguiu atingir a meta de qualidade estipulada também no ano de 2015, que era de 5,4  anos iniciais - e 4,8 pontos – anos finais. Hoje, a rede municipal de ensino possui 101 unidades – entre  escolas de Ensino Fundamental (a partir de 6 anos) e Centros Municipais de Educação Infantil (atendimento a crianças de zero a cinco anos) - alguns mantidos em convênio. São mais de 35 mil alunos matriculados.