Página Inicial / Multimídia/ Notícias/ Anápolis debate fortalecimento da Atenção Básica

ImprimirImprimir

Tamanho da fonte fonte fonte

09/03/2018 16h44 - Atualizado em 09/03/2018 17h18

Anápolis debate fortalecimento da Atenção Básica

Planificação da assistência primária é um dos focos do encontro promovido pelo Ministério da Saúde; Anápolis é um dos municípios contemplados

A assistência primária, aquela praticada nos postos e centros dos municípios, é prioridade do Ministério da Saúde. Uma das ações para fortalecer o setor aconteceu no Hotel K, em Goiânia, durante toda a quinta-feira, 8, e a sexta-feira, 9. Trata-se do Encontro Estadual para o Fortalecimento da Atenção Básica, que reuniu profissionais do Departamento Nacional da Atenção Básica do Ministério, da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) e das secretarias municipais da Saúde, além de representantes do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde (Cosems). Anápolis foi representada no evento pela secretária Luzia Cordeiro.

O encontro complementa uma das iniciativas de maior relevância da SES-GO, que desde 2016, com o apoio técnico do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), desenvolve o programa de Planificação da Atenção Primária à Saúde, no qual Anápolis é um dos contemplados. O programa visa o fortalecimento e a qualificação da atenção básica em todos os municípios, com a atualização dos profissionais lotados nas unidades de saúde e a reorganização dos processos de trabalho desenvolvidos em tais unidades.

Para Luzia Cordeiro, o evento foi de grande importância para a garantia de uma saúde pública de qualidade aos cidadãos. ”A atenção primária é a nossa premissa, a porta de entrada de todos os atendimentos do SUS. Esse encontro veio para contribuir ainda mais com o nosso trabalho técnico, cientifico e democrático”, explicou a secretária de saúde de Anápolis.

Funcionamento

O fortalecimento da atenção básica compõe a política pública de saúde. Estudos apontam que a assistência primária feita de forma efetiva previne em até 80% os casos de doenças graves, o que impacta na diminuição dos agravos, internações e óbitos. Até o momento, a fase teórica da Planificação da Atenção Primária, composta por seis oficinas, foi realizada em 90% dos municípios de Goiás. Já a parte prática, relacionada à reorganização dos processos de trabalho, é desenvolvida em unidades piloto de 69 cidades localizadas nas 18 Regionais de Saúde do Estado.

A  gerente de Atenção à Saúde da Superintendência de Políticas de Atenção Integral à Saúde (Spais), da SES-GO, Ravena Miranda Rocha, lembrou que, por meio do Encontro Estadual para o Fortalecimento da Atenção Básica, o MS visa estruturar um canal de aproximação com os municípios, sensibilizar gestores e implantar outros programas também voltados à melhoria e ampliação da assistência primária.