Você está navegando em uma versão antiga deste site, para acessar a versão atual clique aqui!

 
 
left direction
right direction
Mais de 70% das crianças foram vacinadas contra a paralisia infantil no Dia D da campanha
A Prefeitura de Anápolis, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realizou no último sábado, 13, o Dia D da Vacin...
Aumento de profissionais garante melhor atendimento na área da saúde
Preocupada em oferecer qualidade no atendimento à saúde da população, a Prefeitura de Anápolis, por meio da Secreta...
Prefeitura de Anápolis recebe certificado por cumprir meta de campanha de vacinação
A Prefeitura de Anápolis participou nesta segunda-feira, 08, do lançamento da 2ª etapa da Campanha de Vacinação con...
Prefeitura inaugura unidade de saúde no Jardim Arco Verde/Setor Sul
Com a proposta de levar à população melhorias na área da saúde, a Prefeitura de Anápolis, por meio da Secretaria M...
Prefeitura entrega nova unidade de saúde da Vila Santa Maria de Nazareth
A Prefeitura de Anápolis, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, entregou na manhã desta sexta-feira, 22, a refor...
Jota Quest reúne milhares de pessoas na Praça Dom Emanuel
Para comemorar os 104 anos da cidade e intensificar o trabalho na luta contra a Aids, a Prefeitura de Anápolis, por mei...
Prefeitura de Anápolis busca recursos no Ministério da Saúde
Com a proposta de buscar recursos para a área de saúde do município e implantar projetos que beneficiem a comunidade ...
Unidade de saúde do Jardim Guanabara é inaugurada
A partir de agora, o Jardim Guanabara conta com uma unidade de Estratégia Saúde da Família (ESF) para atender a comun...
 
 
 
 
 
 

Saúde

Campanha de Vacinação contra sarampo é prorrogada

E-mail Imprimir PDF

A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo foi prorrogada em Anápolis até o dia 30 deste mês. No município, a vacina pode ser encontrada gratuitamente em qualquer unidade de saúde e no Hospital Municipal. A meta é vacinar 95% da população desta faixa etária, de acordo com o Ministério da Saúde.

Até agora, 27.118 crianças foram imunizadas, o que corresponde a 92,53% do público alvo. Devem ser vacinadas crianças de 1 a menores de 7 anos. Os municípios que, ainda, não alcançaram a meta de imunização estão mais vulneráveis a surtos da doença, principalmente aqueles com grande fluxo de turistas.

A vacina é a única maneira de proteger contra o sarampo. Por isso até mesmo as crianças que já tomaram a vacina (1ª dose com 01 ano e 2ª dose com 4 anos), devem ser imunizadas novamente.

Sintomas
O sarampo é uma doença aguda, altamente contagiosa. Os sintomas mais comuns são febre, tosse seca, manchas avermelhadas, coriza e conjuntivite. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de secreções expelidas pelo doente ao tossir, falar ou respirar. O período de transmissão varia de quatro a seis dias antes do aparecimento do exantema até quatro dias após o surgimento das manchas.


Prefeitura realiza qualificação para agentes comunitários de saúde

E-mail Imprimir PDF

A Prefeitura de Anápolis, através da Secretaria Municipal de Saúde, iniciou na última segunda-feira, 12, o Curso de Qualificação dos Agentes Comunitários de Saúde. Realizado em parceria com a Escola de Saúde Pública de Goiás Cândido Santiago e o Ministério da Saúde, o curso é direcionado apenas para os agentes efetivos.

Com duração de seis meses, aproximadamente 350 agentes foram divididos em 11 turmas de 30 a 35 alunos por grupo. As aulas serão ministradas no período vespertino, das 13h30 às 17h30, em escolas e paróquias de Anápolis.

O curso de Qualificação dos Agentes Comunitários de Saúde visa melhorar o desempenho destes que são responsáveis pela visita, cuidado e a integração de todas as informações das famílias cadastradas no Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Cerest realiza Simpósio em Saúde do Trabalhador

E-mail Imprimir PDF

Com o objetivo de orientar a população sobre as doenças provocadas no âmbito do trabalho, foi realizado nesta terça-feira, 16, o Simpósio em Saúde do Trabalhador. A programação foi realizada pela Prefeitura de Anápolis, por meio da Secretaria Municipal de Saúde/Cerest.

Dezenas de pessoas prestigiaram o evento. Entre elas, a secretária municipal de Saúde, Irani Ribeiro, e a coordenadora do Cerest, Ana Cláudia Dezzen.
Os temas debatidos foram Lesões por Esforços Repetitivos (LER) e Doenças Osteo Musculares Relacionadas ao Trabalho (DORT). Trabalhadores foram orientados quanto à patologia, sinais, sintomas, prevenção, os desafios sociais e os estudos científicos a respeito das doenças causadas. O simpósio foi ministrado pela médica, doutora em ergonomia e professora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Ada Ávila.

Segundo a coordenadora do Cerest, Ana Cláudia Dezzen, o mundo moderno nos força a estarmos mais inseridos dentro dos trabalhos e, de forma silenciosa, adquirimos estas doenças. “Além da má postura, vários outros agravos, comprometem a saúde do trabalhador. Estas doenças podem se manifestar 20 anos depois”, declarou.

Campanha de detecção de doenças causadoras de cegueira supera expectativas

E-mail Imprimir PDF

A Prefeitura de Anápolis, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, promoveu a Campanha de Detecção das Principais Causas de Cegueira, no Cais do Jardim Progresso. Durante quatro dias - de 25 a 28 de julho - foram realizados exames gratuitamente, para pessoas com mais de 40 anos.

Ao todo 451 exames foram realizados nos três dias de campanha. A iniciativa contou com a parceria do Núcleo de Telemedicina e Telessaúde da FM-UFG (NUTTs), que disponibilizou o aparelho para exame (retinógrafo) e também os profissionais de saúde que atuaram na campanha.

Foram realizados exames para diagnóstico de catarata, retinopatia diabética, glaucoma e degeneração macular – doenças que causam cegueira.

Casos de dengue em Anápolis apresentam redução de 88,6 %

E-mail Imprimir PDF

Os casos de dengue nos primeiros cinco meses deste diminuíram 88,6 %, em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados são da Secretaria Municipal de Saúde, que atribui o bom resultado alcançado ao trabalho realizado pela Vigilância em Saúde com a cooperação da população.

No ano passado, até o mês de maio, foram registrados 4.531 casos da doença. De acordo com as informações da pasta, no mesmo período deste ano, apenas 517 ocorrências foram registradas. Para a diretora de Vigilância em Saúde, Nélia Marinho, o aumento da equipe e aquisição de materiais foram fundamentais no combate à doença. “Para realizarmos um trabalho direto e eficaz foram contratados 60 agentes, adquiridos dois carros fumacês e três máquinas costais”, enumera.

O desempenho do trabalho de prevenção na comunidade, através de material educativo, também gerou resultados significativos. “A população está cada dia mais consciente que deixar água parada acumulada, a tampa da caixa-d’água aberta, e pneus guardados, são ações incorretas. Todos estamos na luta contra a dengue”, disse a diretora de Vigilância em Saúde. 

A realização da gincana contra a dengue também foi fundamental para a redução no número da doença. Com o objetivo de promover a conscientização da comunidade, vários grupos participaram de provas educativas, que ajudaram a combater o mosquito. Com isso, mais de dez mil pessoas foram alertadas sobre a doença.

Tempo
Com o clima seco, a proliferação do mosquito tende a diminuir, pois ele gosta do calor. De acordo com a diretora de Vigilância em Saúde, o trabalho não irá parar. “A preferência do mosquito é pelo tempo quente e úmido. Com a mudança do tempo, o Aedes Aegypti está à procura de caixas-d´água, fossas e boca de lobo. Mesmo assim, intensificaremos o trabalho”, explica Nélia Marinho.

Página 1 de 16

 
 
 
 
 
 
  • Desenvolvimento Social

  • Meio ambiente

  • Educação

  • Cultura

  • Esporte

  • Tecnologia

  • Trânsito

  • Urbanismo